Enersugar Bioenergia
Enersugar encerra segunda safra reunindo agricultores em evento com palestras e confraternização

12/11/2021

Enersugar encerra segunda safra reunindo agricultores em evento com palestras e confraternização

Dois renomados palestrantes do setor sucroalcooleiro falaram sobre novas técnicas de cultivo e das perspectivas para o futuro

 

No encerramento da sua segunda safra, cujos resultados são considerados muito positivos pela duplicação do recebimento de matéria-prima em um ano atípico, de seca prolongada, fortes geadas e inúmeros incêndios agrícolas, a Enersugar Bioenergia reuniu diretores e produtores em evento técnico e de confraternização em seu espaço de eventos “Casa do Agricultor Enersugar”.


Dois importantes palestrantes, Daine Frangiosi, renomado produtor, pesquisador e desenvolvedor da cultura canavieira, de Minas Gerais, e Guilherme Nastari, diretor da Datagro, uma das mais destacadas empresas do agronegócio nacional e internacional em consultoria estratégica e financeira, falaram sobre técnicas agrícolas, de experimentações e do mercado nacional e internacional.


O evento foi aberto com a fala do acionista Sylvio Ribeiro do Valle, que ofereceu as boas-vindas aos convidados e falou sobre o sonho realizado de criação de Enersugar, uma empresa moderna e que aplica conceitos inéditos nas relações comerciais e jurídicas.


O diretor geral Melchiades Terciotti falou sobre a capacidade de produção da Enersugar, da importância da empresa para o mercado agrícola regional e destacou os cinco modelos diferentes de contrato de fornecimento, pelos quais os lucros adicionais auferidos na indústria são transferidos proporcionalmente aos agricultores, no chamado sistema “ganha-ganha”.

Diretores da Enersugar receberam produtores rurais e apresentaram propostas da usina para as próximas safras


Após as palestras técnicas, os irmãos Dirceu e Dorival Finotti encerraram o evento que foi seguido de confraternização. O palmitalense Dirceu, que é advogado em São Paulo, revelou que sua motivação para integrar o quadro acionário da nova empresa foi o desejo de mudar o conceito do negócio, aplicando uma visão mais social que possa garantir a satisfação de todos os envolvidos. Já o acionista Dorival Finotti falou sobre a necessidade de inovar o setor, de aplicar concepções mais modernas de negócios e de compartilhar os resultados com aqueles que garantem a continuidade e o desenvolvimento da cultura canavieira, que são os agricultores.

 

 

Palestrantes renomados abrilhantam o encontro

Daine Frangiosi destacou a inovação e lembrou das pesquisas para aumento da produtividade da cana

 

Em sua palestra “Produzindo com Efetividade e Sustentabilidade”, o agricultor Daine Frangiosi, que faz pesquisa em parceria com inúmeras empresas nacionais e internacionais e universidades, citou como palavra-chave a “inovação”, que para ele é essencial para a manutenção e o desenvolvimento da cultura da qual o Brasil é líder mundial em produção e tecnologia. Ele falou sobre a necessidade de melhoria das técnicas de cultivo e manejo, o uso de variedades mais adaptados a cada região, da necessidade de seleção e experimentação dos cultivares e da aplicação de técnicas desenvolvidas em laboratório de pesquisas para tornar a cana-de-açúcar mais resistente e produtiva em várias épocas do ano e nas mais diversas regiões. Com muita informação e profundo conhecimento do setor, Daine respondeu a questionamentos dos agricultores e ofereceu sua plataforma digital, assim como o contato da Enersugar, para fazer orientações aos parceiros da empresa.

Guilherme Nastari enfatizou a profissonalização e a preocupação ambiental do setor canavieiro


O diretor da Datagro, Guilherme Nastari, que ministrou a palestra “Momento Atual e Perspectivas do Setor”, traçou o histórico da cultura canavieira no Brasil, que ele divide em quatro fases afirmando que estamos em uma das mais importantes, que a “Era do Carbono”, quando é premente a profissionalização do setor e a aplicação de técnicas de cultivo e de preservação para alcançar mais ganho em menos tempo e espaço e proteger o meio ambiente.
Guilherme também falou sobre a precificação do produto e de seus derivados e da importância de medidas modernas, como a adotada pela Enersugar, de compartilhar os ganhos extras com os produtores, que também devem trabalhar pela melhoria de suas produções em quantidade e qualidade. Com muito otimismo, ele disse que estamos em excelente momento para a cultura da cana e que as perspectivas são muito positivas a curto e médio prazo.