Enersugar Bioenergia
Projeto Enersugar é apresentado a produtores de cana da região

27/08/2021

Projeto Enersugar é apresentado a produtores de cana da região

Cinco modelos de negócios criados para viabilizar parcerias com fornecedores inovam a relação da indústria com agricultores

A usina Enersugar Bioenergia iniciou na quinta-feira (26/08) a série apresentações do Projeto Enersugar para Produtores de Cana de Açúcar, quando recebeu o primeiro grupo de convidados para conhecer as instalações industriais e participar de palestra sobre a inciativa inovadora, seguidos de evento de confraternização. O objetivo é estreitar as relações com os fornecedores com a máxima transparência e apresentar a filosofia empresarial que prima pela segurança comercial e jurídica com decisões conjuntas.

Estiveram presentes os sócios-administradores Dorival Finotti e Sylvio Ribeiro, junto aos diretores Melchiades Terciotti (geral) e Antônio Carlos Viesser (industrial) e o gerente agrícola Valter Sticanella, acompanhados de chefes de setores administrativos, financeiros e operacionais da usina.

 

Antônio Viesser apresentou instalações da Enersugar

Todos os setores da usina foram apresentados aos convidados durante a visita monitorada

Os convidados para o primeiro encontro fizeram visita monitora à usina e receberam informações do diretor industrial sobre os diversos setores e os equipamentos utilizados e conheceram as melhorias realizadas para ampliação da produção. Viesser também destacou os processos realizados pela Enersugar para a produção de açúcar VHP (alto teor de sacarose), etanol hidratado carburante e energia pelo sistema de cogeração, além de outros derivados da cana.

 

Melchiades Terciotti falou sobre projeto aos agricultores

 

Na sequência, os agricultores foram recebidos na Casa de Eventos da indústria, para apresentação do Projeto Enersugar para Produtores de Cana-de-Açúcar pelo gerente geral Melchiades Terciotti. A palestra abordou o processo de evolução da usina, que está em sua segunda safra e a previsão de atingir nos próximos anos o teto da capacidade instalada de moagem, de 2,2 milhões de toneladas anuais.

Para tanto, o diretor-geral enfatizou a necessidade de ampliação de fornecedores e apresentou as novas propostas de negócios da Enersugar, que oferece cinco opções de precificação e remuneração aos produtores.

Melchiades afirmou que, pelo sistema, cada fornecedor poderá optar pela alternativa mais apropriada e rentável, com possibilidade de escolher outra fórmula mesmo depois de firmado o contrato de venda.

Também foram destacados os benefícios oferecidos pela indústria, os projetos em andamento para maior integração com os fornecedores e de fomento ao cultivo da cana, cujas perspectivas favoráveis ao setor indicam possibilidade de excelente retorno financeiro nos próximos anos.

 

 

 

MODERNIZAR RELACIONAMENTO

Dorival Finotti falou sobre a nova filosofia de trabalho da Enersugar, cujo objetivo é romper paradigmas históricos do setor canavieiro e acabar com a cultura dos chamados “senhores de engenho”, que não beneficiam os agricultores. O sócio disse que a empresa busca aproximação com os produtores e modernizar as relações pessoais e comerciais para o sucesso dos negócios.

Para Finotti, a oferta de vantagens que beneficiam todos os envolvidos no setor é decisivo e que todas as empresas do setor precisam evoluir para não desaparecer. E o êxito nas atividades, que estão ganhando mais importância pela característica da cana como fonte de energia renovável, depende do bom relacionamento com os agricultores. “Vamos ficar juntos e ganhar juntos”, conclamou.

 

 

 

 

 

 

PLANO INOVADOR

Sylvio Ribeiro (foto) lembrou de sua história pessoal no setor canavieiro, além de falar da satisfação em contar com a parceria dos produtores rurais da região na Enersugar. O sócio destacou que a nova política da empresa valoriza ainda mais a cultura ao consolidar a relação de parceria com os agricultores, criando um sistema em que todos ganham. Ele enfatizou que o atual plano é inovador, pois contém propostas que geram benefícios que até o momento não são oferecidos por usinas e permitem vários modelos de negócios.